Óleo de Andiroba é utilizado em vários produtos para tratamento capilar, deixando o cabelo sedoso e brilhoso. Pode ser usado puro ou misturado com outros óleos e aplicado externamente em feridas e hematomas.

PROCESSO DE EXTRAÇÃO

Óleo prensado a frio, não refinado, obtidos de matéria prima com procedência garantida, conservando também seu paladar, seu aroma (com exceção dos óleos desodorizados), sua cor característica e seus ativos botânicos.

 

APRESENTAÇÃO

Líquido, de cor castanho a amarelado e odor vegetal.

 

PROPRIEDADES

Andiroba pertence à família das meliáceas, seu tronco é alto, com diâmetro de 2 metros, suas folhas são compridas e as flores brancas. É nativa da Amazônia, mais precisamente das ilhas e várzeas do baixo Solimões.
A andiroba é uma árvore de múltiplo uso, fornecendo um dos óleos medicinais mais utilizados na Amazônia, madeira de alta qualidade e casca medicinal.
O óleo é extraído das sementes de Andiroba (Carapa guianensis) e contém ácido mirístico (17,9%), ácido palmítico (12,4%), ácido oléico (58,4%), ácido linoléico (4,9%) e ácidos voláteis (0,8%).
O Óleo de Andiroba amacia a pele e regenera o tecido. Forma uma película protetora quando aplicado sobre a pele. Em alguns estados do norte, sobretudo no Pará é comum utilizar-se o óleo para passar no corpo a fim de protegê-lo contra as picadas de insetos.