Com aroma amendoado e levemente frutado, o óleo de graviola é rico em ácidos graxos insaturados, ácido oléico e linoléico, que são conhecidos por sua ação antioxidante e regenerativa. Pode ser usado tanto puro como óleo massageador, quanto misturado com outros óleos essenciais para que possa ser aplicado em todas as áreas do corpo.

Devido às propriedades antibacteriana e adstringente (antirrugas), bem como pela presença de polifenóis, flavonóides e saponinas, o óleo de graviola é indicado no tratamento de peles ressecadas e até no tratamento de psoríase, pois atua como um calmante, aliviando as coceiras e tratando eczemas e inflamações.

Nos cabelos, o óleo de graviola potencializa os efeitos da hidratação se usado junto às máscaras de tratamento ou pode substituir o leave-in na finalização de penteados. Ele forma uma película protetora ao redor dos fios que ajuda a evitar a perda de água, deixando os fios mais hidratados, sedosos e fáceis de pentear.